Meus Caros leitores,

Hoje vamos falar de algo que vem sendo estudado há dez anos, mas que recentemente estamos conseguindo ter mais clareza sobre o grande benefício no desenvolvimento em geral e na melhora do quadro dos comportamentos repetitivos para os autistas. Parece algo simples e óbvio, que todos podemos fazer, mas a persistência pode gerar grandes resultados.

O termo em inglês é “Enriched Environment Experience” – em português “Experiência de Ambiente Enriquecido”. Tudo começou com estudos em ratos que amadureciam em gaiolas diferentes. Um grupo em gaiolas simples e outro em gaiolas duplas ou triplas, conectadas por tubos e muitos brinquedos e rodas. Os ratos que tinham melhores ambientes de desenvolvimento tinham mais conexões em regiões muito importantes do cérebro que modulam todo nosso comportamento.

Então, começaram a fazer com ratos que têm tipos de autismo com alto padrão de comportamentos repetitivos e comparar sua evolução. Incrivelmente, além da melhora das conexões nervosas, os comportamentos repetitivos começaram a melhorar, e mais, o aprendizado através do contato recíproco com o ambiente também. Até agora, nenhum tipo de estudo tinha comprovado uma melhora tão evidente dos comportamentos repetitivos.

Trazendo para nossa realidade, temos que colocar o maior número de estímulos no dia a dia de nossos filhos, em todos os ambientes em que eles estão inseridos e compatíveis com seu nível de desenvolvimento, para enriquecer ao máximo seu ambiente. Lógico, não podemos esquecer o estresse, que vem através do exagero. É isso aí. Mãos a obra! Conversem com seus terapeutas e enriqueçam os ambientes.

Grande abraço!

Dr. Caio Abujadi

autismo, autismo rj, autista, autista rj, TEA, TDAH, tratamento autismo, escola para autistas