dr.gustavo

Um profissional importante no tratamento e no processo pedagógico da criança autista é o mediador escolar. Ele é o elo entre educadores, pais e o estudante.

Nos Estados Unidos esse profissional é chamado de shadow (sombra). Essa denominação reforça o papel do mediador, que não deve trabalhar como um facilitador de tarefas, mas sim como uma sombra da criança.

O mediador escolar trabalha auxiliando a criança na sala de aula e em todos os ambientes escolares, como um personal trainer, regulando e ensinando regras sociais, estimulando a comunicação e sua participação em sala, acompanhando sua interação social com outras crianças, corrigindo rituais e comportamentos repetitivos e acalmando o estudante em situações de irritabilidade e impulsividade.

Um ponto importante sobre o trabalho do mediador escolar é que ele deve ser iniciado após a intervenção do psicólogo comportamental, que terá identificado as limitações da criança, seus potenciais e poderá coordenar e orientar o trabalho do mediador escolar.

A orientação ao mediador escolar proporcionará uma constante evolução da criança, atendendo às suas necessidades e criando oportunidades e metas de desenvolvimento a serem alcançadas.

O mediador deve ser treinado para documentar diariamente a evolução do estudante. Assim, pais, psicólogo comportamental e escola podem trabalhar juntos para identificar comportamentos e situações problemáticas e realizar adaptações, mudanças de suporte e auxiliar na evolução acadêmica e comportamental da criança ou adolescente.

Encontros regulares entre orientador escolar, professores, mediador, psicólogo comportamental e pais ajudam na constante elaboração de metas e implementação de novas estratégias para ajudar o estudante.

Lembre-se: o objetivo final do mediador escolar é ensinar a criança autista a se tornar independente na escola.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

autismo, autismo rj, autista, autista rj, TEA, TDAH, tratamento autismo, escola para autistas