dr.gustavo

Os grupos de apoio são formados por pais, profissionais e pesquisadores que buscam a divulgação do conhecimento científico sobre o autismo, promovendo campanhas e atividades direcionadas a motivar e orientar as famílias em sua procura por diagnóstico, tratamento, educação e inclusão social. Lutar para eliminar preconceitos e despertar o interesse e a boa vontade da sociedade brasileira também são alguns dos objetivos dessas instituições que merecem todo o respeito e apoio.

Ressalto o belo trabalho de duas instituições brasileiras sem fins lucrativos: a Associação de Amigos do Autista (AMA) e a Autismo e Realidade.

A AMA foi a primeira associação de autismo no Brasil, tendo surgido na cidade de São Paulo em 1983 a partir da luta de pais de crianças autistas que buscavam o melhor tratamento possível para seus filhos. O grupo estava atrás de conhecimento, pois havia pouca informação a respeito desse diagnóstico e os pais ansiavam por oportunidades de amparo a seus filhos e famílias.

Após o início dos trabalhos da AMA e o aumento da divulgação de informações sobre o autismo na mídia brasileira, novas instituições e grupos de apoio foram criados no país, ajudando a desmistificar o transtorno do espectro autista. Isso motivou pais a procurar apoio e tratamento para seus filhos, estimulou profissionais da educação a buscar conhecimento para a inclusão educacional dessas crianças e adolescentes.

Em 2010, um grupo de profissionais e pais formou a Autismo e Realidade com os objetivos de difundir conhecimento científico sobre o Transtorno do Espectro Autista, motivar a busca por tratamento, promover debates, trocar experiências, apoiar a formação de profissionais na área da saúde e educação, estimular a inclusão educacional e social desses jovens, desmistificar e eliminar preconceitos e colaborar para que os direitos legais das pessoas com autismo sejam respeitados.

O modelo de funcionamento e estruturação da Autismo e Realidade foi inspirado na Autism Speaks, instituição criada nos Estados Unidos em 2005 que se transformou em uma das mais influentes organizações de defesa do autismo.

2 Responses to Como é o tratamento do Autismo? GRUPOS DE APOIO
  1. Como fazer parte desse grupo ?
    Será um curso on line?

  2. Gostaria de fazer parte deste grupo, pois tenho um filho de 3 anos com TEA. E estou tendo algumas dificuldades na educação.


[top]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

autismo, autismo rj, autista, autista rj, TEA, TDAH, tratamento autismo, escola para autistas